Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

A DOÇURA DA OBEDIÊNCIA

Imagem
As águas de  Mara  seguiram-se  a   Páscoa,  esta  verdadeiro símbolo da salvação. Sob o  cruel   cativeiro  do  Faraó,   os filhos de Israel viveram como   escravos  no  Egito  por  400 anos. (O Egito serve como tipo do mundo; Faraó, como  figura de Satanás.) Quando o  anjo  da  morte   passou  pelo  Egito, matando  todo  primogênito  do   sexo  masculino,   livrou  as habitações onde viu o sangue do cordeiro  no  batente.  Isto prefigura nossa salvação:   vivendo   no  mundo,   escravos  do pecado, sob o  domínio  de   Satanás,   encontramos  liberdade através do sangue de Jesus aplicado pela fé  no  batente  do nosso coração. Passamos, assim, da morte para a   vida  (João 5.24). Se a Páscoa havia passado, o lenho não  podia  simbolizar   a cruz salvação. Se o lenho representava a cruz, examinemos  o seu significado na vida do crente. A  cruz  ocupa  lugar  de preeminência, pois e aqui que todo crente  deve  viver.  Foi isto que Jesus quis dizer ao afirmar: "Se  alguém  que…